quarta-feira, março 08, 2006



Dia Internacional da Mulher




Virgem Maria

Sempre fora só ela e o pai. A mãe, não sabia se vivia. Sabia que um dia ela montara no lombo do burro de um tropeiro e ganhara o mundo. Mas Maria não a conhecera. Só nascera de sua barriga.Quando pequena seu pai a levava para o cafezal e ela ficava sentadinha olhando o mar de lenços brancos nas cabeças de homens e mulheres e ouvindo uma música que se repetia incansavelmente aos seus ouvidos.Quando mocinha ganhara um lugar dentro do mar. Lenço branco cobrindo os cabelos rebeldes e longos, a cantilena saindo-lhe limpa e afinada da garganta. Maria ganhava corpo. Ancas redondas, seios fartos e lábios carnudos. Um convite para os homens que a olhavam disfarçados e para o capataz que todos os dias vinha ensinar-lhe uma nova forma de apanhar o café. Uma ameaça para o pai, guardião da sua virgindade.Preocupado o pai procurou o vigário e contou-lhe das tentações que rodeavam Maria. Levou uma oração e uma imagem da Virgem Maria. Todos os dias pela manhã, Maria pedia à Virgem proteção contra as tentações. E a Virgem zelosa de sua filha mandava dois anjinhos que a acompanhavam o dia inteiro.Os anjinhos sentavam-se nos ombros de Maria e fechavam-lhe os olhos e os ouvidos. E Maria permanecia soltando a voz na cantilena do café. Não via os olhares famintos que a cercavam. Nem entendia as palavras sussurradas do capataz que agora lhe trazia pedaços de rapadura para comer depois da matula.Mas a virgindade de Maria começou a ficar muito pesada. Os anjos já não conseguiam ficar vigilantes o tempo todo. Resolveram então que descansariam todas as noites enquanto ela dormisse. Maria fechava os olhos e lá iam eles procurar uma dobra nas nuvens.Uma manhã Maria acordou diferente. Seu corpo estava pesado e havia manchas escuras nos seios. Passou os dedos sobre elas: doíam. Sentou-se e sentiu ardendo-lhe entre as pernas. Uma mancha vermelha e ainda úmida sobre o lençol. Bem debaixo de suas coxas. Deitou-se confusa. O sonho foi vindo-lhe aos poucos. Uma mão calosa passava-lhe pelo corpo. Uma barba por fazer fazia cócegas na sua barriga. Uma boca quente cobria a sua. Uma dor que cortava-lhe as entranhas e virava fogo entre as pernas. Sentou-se de pronto. Olhou a Virgem Maria e viu cristais brilhando em seus olhos. Olhou novamente a mancha. Duas lágrimas silenciosas escorreram por seu rosto. Uma dor foi crescendo no coração. Um rosto crescendo na memória. O rosto do pai.

Euza Noronha

___________________________ ******** ________________________

Mulher

Tome a mesma mulher aos 20 e aos 40 anos.Num segundo momento, ela será umas sete ou oito vezes mais interessante, sedutora e irresistível do que no primeiro. Ela perde o frescor juvenil, é verdade... Mas também o ar inseguro de quem ainda não sabe direito o que quer da vida, de si mesma, de um homem. Não sustenta mais aquele ar ingênuo, uma característica sexy da mulher de 20. Só que é compensado por outros atributos encantadores de que se reveste a mulher de 40. Como se conhece melhor, ela é muito mais autêntica, centrada, certeira no trato consigo mesma e com seu homem. Aos 40, a mulher tem uma relação mais saudável com o próprio corpo. Não briga mais com nada disso. Está interessada em absorver do mundo o que lhe parecer justo e útil, ignorando o que for feio e baixo-astral... Quer é ser feliz. Se o seu homem não gostar do jeito que ela é, que vá procurar outra! Ela só quer quem a mereça. Aos 40 anos, a mulher sabe se vestir... Domina a arte de valorizar os pontos fortes e disfarçar o que não interessa mostrar... Sabe escolher sapatos, tecidos e decotes, maquiagem e corte de cabelo. Aos 40, ela carrega um olhar muito mais matador quando interessa matar. E finge indiferença com mais competência quando interessa repelir. Ela não é mais bobinha. Mulher que é mulher, se pudesse, não vestiria duas vezes a mesma roupa, nem acordaria dois dias seguidos com o mesmo humor. Mas, aos 40, ela já sabe lidar melhor com este aspecto peculiar da condição feminina. E poupa (exceto quando não quer), o seu homem desses altos e baixos hormonais que aos 20 atingiriam em cheio quem estivesse por perto... Não veste mais calcinhas que não lhe favorecem. Só usa lingeries com altíssimo poder de fogo. Também aprende a se perfumar na dose certa, com a fragrância exata. Aos 40, ela é mais natural, sábia e serena. menos ansiosa, menos estabanada. O brilho da pele não é o da oleosidade dos 20 anos, mas pura luminosidade. O jeito de olhar fica mais glamouroso, mais sensual... Aos 40, quando ousa no que quer que seja, a mulher costuma acertar em cheio. No jogo com os homens, já aprendeu a atuar no contra-ataque. Quando dá o bote, é para liquidar a fatura. Ela sabe dominar seu parceiro sem que ele se sinta dominado. Se você, mulher, anda preocupada porque não tem mais 20 anos (ou porque ainda tem), mas percebeu que eles não vão durar para sempre - fique tranqüila: é precisamente, a partir dos 40, que o jogo começa a ficar bom!

Autoria de Adriano Silva - Site Mais Voce (Ana Maria Braga - Rede Globo)

______________________ ******* ____________________________


Feliz Dia das Mulheres

Para todas as mulheres especiais e que merecem todo o carinho e homenagens do mundo...

Mulher...

Mais um dia chegou
Único, simples e cheio de
Liberdade
Homens estendam as mãos
E mostrem a elas que são mais que importantes
Razão de sorriso e alegria

Pelos anos vividos
Ao lado das pessoas amadas,
Rindo, ouvindo, cantando o
Amor em prosas
Benignidade nata,
É a mulher.
Nunca esquecida,
Sempre presente nos bons e maus momentos.

Pela paciência
E o afeto, assim como, pela
Longanimidade inabalável;
O que faz de vocês filhas amadas de Deus!

Sejam assim sempre,
Especiais e
Únicas.

Diante de qualquer situação
Inabaláveis, conservando sempre esse
Amor incomparável.

Parabéns pelo dia que foi separado para vocês, mesmo sabendo que todos os dias são seus também!!!!!

Breno Amaral

*****************************************


Nenhum comentário:

Calendário Assistência 2017

TENDA ESPÍRITA MAMÃE OXUM

CALENDÁRIO ASSISTÊNCIA - 2017.

C.E. Miguel Arcanjo e Tenda Espirita Mamãe Oxum-

Rua Francisco Framback, 91 E – Cascatinha - Petrópolis - RJ

ABRIL

MAIO

JUNHO

23 – Reabertura do Terreiro às 20h – Saudação à Ogum

02 – sexta-feira – Pretos Velhos

28 - sexta-feira - Exus

05 - sexta-feira – Pretos Velhos

07 – quarta-feira – Estudo da Umbanda

10 - quarta-feira- Estudo da Umbanda

09 – sexta-feira – Saúde

12 - sexta-feira – Saúde

13 – terça-feira – Saudação Aos Exus – Bênção dos Pães – 20h

13 – sábado – Saudação aos Pretos Velhos

16 – sexta-feira – Não tem Gira

17 – quarta-feira – Doutrina - Vovó Catarina

21 – quart-feira – Doutrina – Vovó Catarina

19 – sexta-feira – Caboclos

23 – sexta-feira – Caboclos

24 – quarta-feira –Saudação à Sta. Sara,

e Povo Cigano

28 – quarta-feira – Doutrina

26 – sexta-feira - Malandros

30 – sexta-feira - Exus

JULHO

AGOSTO

SETEMBRO

05 – quarta-feira – Doutrina

02 – quarta-feira – Doutrina

01 – sexta-feira – Pretos Velhos

07 – sexta-feira – Pretos Velhos

04 – sexta-feira – Pretos Velhos

06 – quarta-feira – Doutrina

12 – quarta-feira – Estudo da Umbanda

09 – quarta-feira – Estudo da Umbanda

08 – sexta-feira – Saúde

14 – sexta-feira – Saúde

11 – sexta-feira – Saúde

13 – quarta-feira – Estudo da Umbanda

19 – quarta-feira – Doutrina – Vovó Catarina

16 – quarta-feira – Saudação à Obaluaê e Omolu

15 – sexta-feira – Caboclos

21 – sexta-feira – Caboclos

18 – sexta-feira – Caboclos

20 - quarta-feira – Doutrina – Vovó Catarina

28 – Sexta feira - Exus

23 – quarta-feira – Doutrina – Vovó Catarina

22 – sexta-feira – Não Tem Gira


25 – sexta-feira – Malandros

24 – Domingo – Saudação à Ibeijada - às 17h

30 – quarta-feira - Doutrina

27 – quarta-feira – Distribuição Doces

29 – sexta - Exus

OUTUBRO

NOVEMBRO

DEZEMBRO

.04 – quarta-feira – Doutrina

01 – quarta-feira – Terreiro Fechado

02 - Confraternização

06 – sexta-feira – Pretos Velhos

03 – sexta-feira – Não tem Gira

08 – sexta-feira – Saudação à Oxum e bênção dos Pretos Velhos – 20h

11 – quarta-feira - Não tem Esudo Umb.

08 – quarta-feira –Doutrina

09 – Oferendas na Praia – saída 17h

12 – quinta-feira – Cachoeira / Mata

10 - sexta-feira – Saúde

13 – sexta-feira – Não tem Gira

15 – Feriado – Saudação aos Malandros

18 – quarta-feira – Estudo da Umbanda

17 – sexta-feira – Caboclos

20 – sexta-feira – Caboclos

22 – quarta-feira – Estudo da Umbanda

25 – quarta-feira – Doutrina – Vovó Catarina

24 – sexta-feira – Exus

27 – sexta-feira - Ciganos

29 – quarta-feira – Doutrina – Vovó Catarina

A giras de sextas-feiras têm início às 20 horas. As fichas são distribuídas a partir de 19:45 até as 21:30. As pessoas que chegarem após este horário receberão apenas o passe, sem consulta.

Nossa casa não cobra consultas nem trabalhos, porém aceitamos colaboração de materiais de uso como velas, fósforos, charutos, fumos, etc...

ATENÇÃO: NÃO É PERMITIDO PARA ATENDIMENTO, PESSOAS COM MINI-SAIAS, SHORTS OU BERMUDAS CURTAS, BLUSAS MUITO DECOTADAS OU MINI-BLUSAS, CAMISETAS TIPO MACHÃO.

A CARIDADE NÃO SERÁ NEGADA, PORÉM RESPEITEM O TEMPLO RELIGIOSO.

Baixe o seu Calendário clicando no link abaixo:

https://drive.google.com/file/d/0B_tHAuZk-NssSVY4TG1HYVQzVTg/view?usp=sharing


Printfriendly