quinta-feira, dezembro 04, 2014

A FACE DE JESUS (HÁ EXATOS 30 ANOS)




UMA DE SUAS MAIS BELAS CARTAS

          No dia 3 de dezembro de 1984, quando estávamos prestes a comemorar o Natal, Chico [Xavier] me escreveu uma de suas mais belas cartas:

          Querido amigo Baccelli:
          Deus nos abençoe.
          As suas notícias de ontem me trouxeram imensa alegria, a imensa alegria que me configurou por desdobramento da felicidade que senti ao ter em mãos o nosso livro !* Ao relê-lo é que percebi que as páginas dele consubstanciam um poema de confiança em Deus e na vida. A forma que a editora escolheu para reger a leitura, colocando as frases de Refúgio, a bela página recebida por você, me encantou! Cada frase, brilhando ante a face do eterno Amigo, nos atrai o coração, fixando-nos no contexto de todo o volume, que mais se parece a uma joia da mais alta Espiritualidade.
          Sou eu quem agradece a você e à nossa estimada Márcia o estímulo que recebi com a publicação. Todos os assuntos estão ajustados com elevação e mestria. Eu, que já me tornara um leitor assíduo da mensagem Refúgio, do nosso benfeitor Alexandre de Jesus, ao vê-la orientando o livro chorei de alegria ao compulsar o volume, em regressando à casa no sábado último. Que emoção se apoderou de mim! Era tarde e achando-me só podia olhar o céu qual se quisesse vasculhá-lo para encontrar aquela divina Face. Desde criança me impressionei com o bilhete-oração que São Francisco de Assis escreveu para Frei Leão, que seguia para longa viagem. O texto é quase assim: “Deus te abençoe! Que o Senhor te mostre a sua face”.
          E as páginas do como que nos convidam a contemplar a face de Jesus em todos os momentos nos quais nos detemos na leitura ou releitura do livro. Isso me comoveu intensamente e agradeci, em pensamento, a você e a Márcia, a alegria intraduzível que senti.
          A face de Jesus!... Desde a escola primária perguntava a mim mesmo como seria o semblante dele, o Benfeitor incomparável! Muito cedo, caminhei para a mediunidade e indagava dos espíritos amigos como seriam os traços fisionômicos do Senhor. Os benfeitores espirituais me determinavam procurá-lo nas crianças doentes e desamparadas, e nas pessoas abatidas, sofredoras, andrajosas ou feridas. Certa vez, meu pai, impressionado com a minha persistência em recortar retratos do Senhor de jornais e revistas, me perguntou: “Chico, que nome terá Jesus no céu?” Eu, que estava sempre induzido pelos amigos espirituais a procurar a divina Face nos sofredores e nos infelizes, imaginei que o Senhor, sendo o conforto e a providência dos tristes e dos desventurados, deveria ter no Alto um nome de luz e respondi: “Meu pai, eu penso que no céu Jesus se chama ‘Alegria’, pois todos os que sofrem na Terra estão esperando por ele”.
          E como era muito do gosto de meu pai celebrar o Natal, ele me solicitava acompanhá-lo em dez noites consecutivas para cantar um pequeno hino de louvor, enquanto ele me acompanhava ao violão. O hino era ligeiro e cabia-me repeti-lo à porta de cada um de nossos numerosos amigos. Lembro-me perfeitamente da estrofe única de que se compunha e, já que falamos no , vou escrevê-lo aqui para você e Márcia:

          Não quero que me dês prata,
          Nem cousa de maior valia,
          Só quero que abras a porta
          E me mostres a alegria.

          As casas se abriam, mas eu não encontrava o rosto de Jesus naqueles semblantes sorridentes e felizes, e no dia seguinte ia procurá-lo nas crianças paralíticas de nossa vizinhança ou nos velhinhos quase agonizantes do Abrigo São Vicente de Paulo, em Pedro Leopoldo.
          Assim tem sido minha vida: uma busca incessante da Face divina. Agradeço, pois, a você e à Márcia a felicidade que me proporcionaram, felicidade de comparecer com vocês no livro, que ficou lindo!
          Caro Baccelli, comunico a você e Márcia que após o dia 15 deste mês só voltarei ao Grupo Espírita da Prece na segunda sexta-feira de janeiro próximo. Assim espero, se Jesus me permitir. Fiquei contente ao saber que você se prepara a fim de ir ao Rio. Ficarei mais feliz se você me disser que a Márcia seguirá em sua companhia. Será ótimo se assim for. Espero que, no sábado próximo, possamos conversar sobre isso.
          Com um abraço a Thiago e Marcela, envio a você e à Márcia um outro grande abraço do coração.

Chico

Livro:  Chico Xavier, o Médium dos Pés Descalços
            Carlos A. Baccelli
            Vinha de Luz Serviço Editorial

Nota de Fernando Peron (outubro de 2014):
(*) – Livro: . Francisco Cândido Xavier, Carlos A. Baccelli, por Espíritos Diversos. IDEAL – Instituto de Divulgação Editora André Luiz. Obra lançada em 1984.

Colaboração: Carlos Eduardo Cennerelli





Nenhum comentário:

Calendário Assistência 2017

TENDA ESPÍRITA MAMÃE OXUM

CALENDÁRIO ASSISTÊNCIA - 2017.

C.E. Miguel Arcanjo e Tenda Espirita Mamãe Oxum-

Rua Francisco Framback, 91 E – Cascatinha - Petrópolis - RJ

ABRIL

MAIO

JUNHO

23 – Reabertura do Terreiro às 20h – Saudação à Ogum

02 – sexta-feira – Pretos Velhos

28 - sexta-feira - Exus

05 - sexta-feira – Pretos Velhos

07 – quarta-feira – Estudo da Umbanda

10 - quarta-feira- Estudo da Umbanda

09 – sexta-feira – Saúde

12 - sexta-feira – Saúde

13 – terça-feira – Saudação Aos Exus – Bênção dos Pães – 20h

13 – sábado – Saudação aos Pretos Velhos

16 – sexta-feira – Não tem Gira

17 – quarta-feira – Doutrina - Vovó Catarina

21 – quart-feira – Doutrina – Vovó Catarina

19 – sexta-feira – Caboclos

23 – sexta-feira – Caboclos

24 – quarta-feira –Saudação à Sta. Sara,

e Povo Cigano

28 – quarta-feira – Doutrina

26 – sexta-feira - Malandros

30 – sexta-feira - Exus

JULHO

AGOSTO

SETEMBRO

05 – quarta-feira – Doutrina

02 – quarta-feira – Estudo da Umbanda

01 – sexta-feira – Pretos Velhos

07 – sexta-feira – Pretos Velhos

04 – sexta-feira – Pretos Velhos

06 – quarta-feira – Estudo da Umbanda

12 – quarta-feira – Estudo da Umbanda

09 – quarta-feira – Doutrina

08 – sexta-feira – Saúde

14 – sexta-feira – Saúde

11 – sexta-feira – Saúde

13 – quarta-feira – Doutrina

19 – quarta-feira – Doutrina – Vovó Catarina

16 – quarta-feira – Saudação à Obaluaê e Omolu

15 – sexta-feira – Caboclos

21 – sexta-feira – Caboclos

18 – sexta-feira – Caboclos

20 - quarta-feira – Doutrina – Vovó Catarina

28 – sexta-feira - Exus

23 – quarta-feira – Doutrina – Vovó Catarina

22 – sexta-feira – Não Tem Gira

25 – sexta-feira – Malandros

24 – Domingo – Saudação à Ibeijada - às 17h

30 – quarta-feira – Doutrina ou Palestra

27 – quarta-feira – Distribuição Doces

29 – sexta - Exus

OUTUBRO

NOVEMBRO

DEZEMBRO

.04 – quarta-feira – Estudo da Umbanda

01 – quarta-feira – Terreiro Fechado

02 - Confraternização

06 – sexta-feira – Pretos Velhos

03 – sexta-feira – Não tem Gira

08 – sexta-feira – Saudação à Oxum e bênção dos Pretos Velhos – 20h

11 – quarta-feira - Não tem Doutrina

08 – quarta-feira – Estudo da Umbanda

09 – Oferendas na Praia – saída 17h

12 – quinta-feira – Cachoeira / Mata

10 - sexta-feira – Saúde

13 – sexta-feira – Não tem Gira

15 – Feriado – Saudação aos Malandros

18 – quarta-feira – Doutrina – Vovó Catarina

17 – sexta-feira – Caboclos

20 – sexta-feira – Caboclos

22 – quarta-feira – Doutrina

25 – quarta-feira – Doutrina – Doutrina ou Palestra

24 – sexta-feira – Exus

27 – sexta-feira - Ciganos

29 – quarta-feira – Doutrina – Vovó Catarina

A giras de sextas-feiras têm início às 20 horas. As fichas são distribuídas a partir de 19:45 até as 21:30. As pessoas que chegarem após este horário receberão apenas o passe, sem consulta.

Nossa casa não cobra consultas nem trabalhos, porém aceitamos colaboração de materiais de uso como velas, fósforos, charutos, fumos, etc...

ATENÇÃO: NÃO É PERMITIDO PARA ATENDIMENTO, PESSOAS COM MINI-SAIAS, SHORTS OU BERMUDAS CURTAS, BLUSAS MUITO DECOTADAS OU MINI-BLUSAS, CAMISETAS TIPO MACHÃO.

A CARIDADE NÃO SERÁ NEGADA, PORÉM RESPEITEM O TEMPLO RELIGIOSO.

(Baixe o seu calendário em PDF, clicando aqui)

Printfriendly